10/04/2018
ACISSP comemora aprovação do financiamento de dívidas tributárias para pequenos empresários
 
Destaque

O Congresso Nacional derrubou o veto presidencial que impediu os micros e pequenos empresários optantes pelo Simples Nacional de participarem do Programa Especial de Regularização Tributária (PERT), mais conhecido como Refis das MPE. A partir do próximo mês, os débitos vencidos até o mês de novembro de 2017 poderão ser pagos com entrada de 5% do valor da dívida, em até cinco parcelas mensais e sucessivas e o restante em até 175 vezes, com redução de 50% dos juros, 25% das multas e 100% dos encargos legais. Se em menos parcelas, os descontos serão maiores
O presidente da Acissp, Ailton Rocha Sillos, destacou que "para o alcance dessa vitória, houve mobilizações e esforços imensos também das entidades associativas através das nossas federações empresariais, que sempre estiveram muito próximas dos agentes políticos realmente engajados e comprometidos com ações para o desenvolvimento das MPE. O resultado dessa convergência de propósitos beneficiará centenas de milhares de empresas em todo o país e, por consequência, com o fortalecimento do setor que mais emprega no Brasil, milhões de pessoas encontrarão mais oportunidades de negócio e trabalho", comemora.
Segundo dados do Sebrae, o Refis deve beneficiar cerca de 600 mil empresas brasileiras que devem cerca de R$ 20 bilhões à União. "Seria injusto conceder o refinanciamento das dívidas das grandes empresas e deixar as pequenas de fora. O pequeno empresário representa o Brasil real, o Brasil que continua gerando emprego e renda, que precisa negociar suas dívidas para continuar apostando na retomada da economia", afirma o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.
Antes da votação, em cerimônia no Palácio do Planalto, o presidente da República, Michel Temer, e o ministro da Fazenda, Henrique Meireles, anunciaram o apoio à derrubada do veto, dado como certo por ambos e celebrado como uma vitória do bom senso, em prol do crescimento do país. "Essa decisão contempla as contas públicas e o bom funcionamento das micro e pequenas empresas, com respeito ao Legislativo", resumiu Meirelles.
Temer vetou totalmente o texto em janeiro, sob alegação de que a medida feria a Lei de Responsabilidade Fiscal ao não prever a origem dos recursos que cobririam os descontos. Aprovado agora, no entanto, o impacto do Refis fica para 2019 e poderá entrar na previsão orçamentária. As empresas interessadas em participar do programa podem solicitar a adesão para o seu contador. Em caso de dúvidas, os empresários contam também com a ACISSP/CDL pelo telefone 3539-4425 ou ainda pelo e-mail negocios@acissp.com.br.

Fonte: Jornal do Sudoeste - Por: Redação
 


  NOTÍCIAS RECENTES

Destaque
Programação de Natal anima comércio no centro de Paraíso
Postado em 17/12/2018.
 

Destaque
Concerto de Natal na Igreja Matriz e lançamento de CD no Teatro ACISSP
Postado em 17/12/2018.
 

Destaque
Praças com iluminação especial e chegada de Papai Noel
Postado em 10/12/2018.
 

Destaque
Comércio passa a funcionar em horário especial a partir deste sábado
Postado em 10/12/2018.
 

Destaque
ACISSP elege diretoria para o próximo triênio
Postado em 10/12/2018.
 

Destaque
Comércio passa a funcionar em horário especial a partir do próximo sábado
Postado em 03/12/2018.
 

Destaque
Campanha de Natal da Acissp vai sortear até R$ 5 mil em vales-compra
Postado em 03/12/2018.
 

Destaque
Fernando Alvarenga é homenageado pela Federaminas com o "Mérito Empresarial"
Postado em 23/11/2018.
 

Destaque
Garantir o uso exclusivo da sua marca ficou mais fácil na ACISSP
Postado em 19/11/2018.
 

Destaque
ACISSP inicia a disponibilização do seu Teatro
Postado em 12/11/2018.
 

  VER MAIS NOTÍCIAS